Na reta final do primeiro semestre, começamos a perceber os primeiros sinais de alerta e preocupação com o desempenho nas provas. Afinal, o primeiro trimestre era ainda de adaptação ao ano letivo. A impressão de que ainda tem muito tempo acaba por predominar nas primeiras avaliações. E rapidinho, aqui estamos, junto com os filhos, tentando ajudar para que o segundo semestre seja mais tranquilo.f2f2cd_354562c3c6564c51975d608248084a20-mv2
Resolvemos então ajudar, derrubando alguns mitos que acabam por prejudicar o desempenho dos alunos, mesmo daqueles que acabam por ter a sensação de que estudaram muito, mas não conseguiram uma boa nota.
Temos falado sobre isso diretamente com os alunos em nosso canal do Snapchat, em uma linguagem mais adequada para os filhos. E conseguir colocar os pais na mesma sintonia só vai multiplicar as possibilidades de sucesso. Vamos lá então, aos 5 mitos que precisam ser derrubados no caminho para a aprendizagem e boas notas nas provas.
  1. Faltar na academia, educação física, ginástica, ballet ou qualquer atividade física para estudar.
A atividade física é comprovadamente a melhor forma para que nosso corpo produza novos neurônios. Além de ter um tempo para relaxar e processar o que foi aprendido, descobertas recentes comprovaram o nascimento de neurônios logo após os exercícios. Isso significa mais possibilidades de conexões e melhor aprendizado. Eis uma parada nos estudos que vale a pena!
  1. Dormir mais tarde, para ter mais tempo de estudo.
Durante o sono nosso cérebro organiza o que aprendemos naquele dia, elimina toxinas que atrapalham o raciocínio, armazena adequadamente novos conhecimentos e faz novas conexões entre novas informações e conhecimentos que já tínhamos. Dormir menos é a pior alternativa para quem deseja um bom desempenho na prova. A solução é começar a estudar mais cedo e ir para a cama a tempo de ter ao menos oito horas de sono.
  1. Ler toda a matéria várias vezes, para assimilar o conteúdo.
Ao ler a matéria que precisa ser estudada para a prova, o aluno cria o que tecnicamente chamamos de “Ilusão de Aprendizagem”. Isso porque, ao ler, simplesmente seguimos adiante, sem checar que partes daquele conteúdo ainda não foram assimiladas, gerando a ilusão de que já sabemos tudo aquilo. A melhor forma para estudar é refazendo os exercícios dos livros, apostila ou caderno e contando para si mesmo cada trecho do conteúdo estudado. Dessa forma é só voltar e estudar aquela parte que você não soube contar ou que percebeu ter errado na correção dos exercícios refeitos.
  1. Estudar todo o conteúdo de uma matéria antes de passar para a outra.
Intercalar as matérias durante os estudos ajuda o cérebro a buscar conexões entre os conteúdo e também com conhecimentos anteriores já armazenados em nossa memória. O ideal é estudar um pouco de cada matéria, intercalando áreas como exatas e humanas.
  1. Estudar horas a fio, sem intervalos.
Depois de 30 minutos o cérebro começa a entrar no modo descanso para economizar a energia que começa a baixar. Intervalos de 5 minutos a cada 30 minutos de estudo concentrado ajudam a reabastecer o cérebro para que os próximos 30 minutos sejam muito mais produtivos. Durante os 5 minutos de intervalo, é necessário fazer algum movimento, que pode ser caminhar, mexer os braços e pernas. O simples caminhar até o filtro para tomar água já ajuda – e muito!
Essas são dicas simples, de fácil aplicação, que causam um enorme impacto na capacidade de assimilação e aprendizagem. Elas não eliminam e nem superam, porém, a sugestão-mãe de todas as outras para que o resultado das provas seja positivo: estudar um pouco por dia, todos os dias depois da aula.
Mas essa agora vai ter que esperar o novo semestre para ser colocada em prática!
Boa semana de provas para toda a família. E não se esqueçam de elogiar o esforço e comemorar o final do semestre em família, com uma atividade divertida para todos!

Final de semestre, semana de provas… e você, pai, como pode ajudar?

Posts Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *