Neurocientistas japoneses conseguiram comprovar que longos períodos na frente da TV realmente causam danos ao cérebro de nossos filhos!

A pesquisa que acompanhou o desenvolvimento do cérebro de 290 crianças e adolescentes comprovou os danos que a alta exposição à TV levam à estrutura anatômica de algumas regiões do cérebro.

As partes do cérebro que são afetadas pela longa exposição à televisão são aquelas envolvidas com nosso sistema de controle emocional, agressão e visão.

Os principais efeitos negativos comprovados causados pelas alterações no cérebro são aumento da agressividade e diminuição das habilidades de comunicação, ambos proporcionais ao tempo de exposição à TV. Jovens que passaram mais tempo da infância e adolescência, época de maturação do cérebro, assistindo à televisão tiveram um impacto negativo proporcionalmente maior.

A dica que deixamos aos responsáveis é para que estejam muito atentos ao equilíbrio e variação nas atividades diárias de seus filhos. Diante da comprovação trazida por essa séria pesquisa, não há mais controvérsia: é sim fundamental que o tempo de TV seja limitado pelos pais.

Que tal fazer da leitura um pré requisito para o uso das telinhas? Seu filho lê por 30 minutos, ganha 30 minutos para poder usar nas telinhas.

Importante lembrar que o acúmulo de tempo ao longo de alguns anos é o que conta. Assim, não há problema algum em passar um tarde fria e chuvosa de domingo curtindo com seus filhos uma maratona dos desenhos e séries prediletas da família.

O grande impacto negativo vem do número de horas acumulados durante a semana, quando a criança deixa de fazer outras atividades que serão importantes no desenvolvimento de um cérebro saudável!

Acesso à pesquisa do neurocientista Hiracku Takeuchi aqui

4 dicas para medir se o filho está ficando tempo demais no celular

Menos TV, cérebro mais saudável

Posts Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *