A mudança de escola é um grande desafio para toda a família. Em algumas ocasiões, os pais precisam transferir o filho para uma nova escola, mesmo contra a vontade da criança ou adolescente.

Se você está passando por essa situação, temos algumas dicas importantes para serem aplicadas no período de férias para tornar o começo do próximo ano na nova escola mais tranquilo e sem impactos negativos nos resultados da aprendizagem.

Antes das aulas começarem

  • Convide amigos nas férias para mostrar que a amizade não vai acabar: estimule o encontro do seu filho com os amigos da escola que estava até então. Após o encontro, explique que esses momentos podem continuar a acontecer mesmo que eles não estejam mais na mesma escola, como foi nas férias. Isso fará com que ele entenda que a mudança de escola não o fará perder as amizades atuais. Faz toda  diferença comentar isso após o encontro do seu filho com o colega durante as férias. Afirmar que ele continuará a ver os amigos sem que isso tenha de fato acontecido não faz o mesmo efeito.
  • Caso já tenha algum conhecido na nova escola, aproveite as férias para aproximar seu filho dos novos amigos: um passeio no parque ou alguma atividade que possa ser feita junto com a família dos novos amigos que ele encontrará na escola ajuda bastante a tranquilizar o aluno que começar o ano em um ambiente totalmente novo.
  • Frequentar lugares divertidos nos arredores da nova escola durante as férias ajuda bastante, pois certamente ali estarão alguns alunos já mais antigos da escola. Mesmo que seu filho não chegue a fazer novas amizades, reconhecerá as feições no retorno às aulas, o que fará o início de adaptação mais tranquilo.

Quando as aulas começarem

  • Influência nos sentimentos: realmente a adaptação na escola nova vai depender de como vocês, responsáveis enfrentam o período inicial da mudança – se vocês sentirem culpa ou pena, o resultado tende a ser realmente negativo. Se estiverem bem, poderão ajudar o filho a enfrentar a adaptação inicial de forma mais tranquila, deixando que ele assuma a parte da responsabilidade que é dele, sem que o desempenho seja afetado.
  • Estabeleça rotina de estudos: nessa fase, a relação com os estudos passa por turbulências, mesmo no caso de alunos que sempre foram muito tranquilos. A dica aqui é manter a calma e estabelecer uma rotina de estudos em casa. Essa é a melhor maneira de amenizar qualquer consequência que poderia ser negativa. A diferença entre conteúdo de uma escola para outra pode ser superada rapidamente com uma rotina de estudos compartilhada entre a escola e atividades em casa, na hora da tarefa.
  • Demonstre apoio e reconheça o esforço: no caso de alunos que estejam mudando de ciclo ou etapa na escola (por exemplo, entrando no Fundamental II em nova escola) as mudanças de matéria, professor, conteúdo viriam mesmo que continuassem no mesmo colégio. E a partir dessa fase, ele ia precisar se esforçar mais de qualquer jeito. Só que a impressão que o aluno terá é de que está mais puxado porque mudou de escola. É nessa hora que o papel do responsável é essencial: não pode ficar com pena e confirmar isso para ele. Demonstrar apoio e reforçar muito que admira o esforço dele por tentar é fundamental. E sempre que puder, diga claramente que está orgulhoso do esforço dele para se adaptar em uma nova escola e da dedicação que ele está colocando, mesmo que ele tenha feito algo simples naquele momento.
Mudança de escola: o que fazer agora para ajudar a criança chegar segura na escola nova

Posts Relacionados:

Classificado como:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *