Muitos pais têm se esquecido de cuidar de si próprios, na tentativa de tornar seus filhos mais felizes.

São tantas as responsabilidades e a correria para manter trabalho, família, contas, educação das crianças e tudo mais sob controle acaba por deixar a própria felicidade em segundo plano.

Estudos recentes comprovam que os filhos percebem e refletem a angústia ou tristeza de seus pais. Além disso, pais infelizes tendem a sufocar seus filhos com atenção ou busca por momentos de constante prazer, para evitar o próprio questionamento sobre a vida pessoal que não vai bem.

A dica é: quer ver seus filhos felizes? Então reserve, sem culpa, momentos para cuidar da felicidade do casal ou, caso seja solteiro ou separado, certifique-se de ter alguns momentos para se divertir com amigos ou namorado.

Crianças que vivem em um ambiente em que os pais têm uma relação fria ou distante e aquelas cujos pais não cuidam de seus relacionamentos pessoais têm maior chance de apresentar problemas de comportamento e dificuldades de aprendizagem do que crianças que convivem com pais bem resolvidos emocionalmente. Esse estudo foi feito pelo professor Philip Cowan, PhD, da Universidade de Berkeley, Califórnia.

A sugestão do professor Philip é: pense na sua relação com seu parceiro como o ambiente emocional em que seus filhos estão vivendo. Assim como você quer que respirem ar puro e bebam água potável, deve cuidar para que as crianças cresçam em um ambiente em que o amor pode ser sentido e transmitido por todos.

O equilíbrio emocional na escola e um desafio para os pais em casa

Pais felizes, crianças felizes!

Posts Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *