Embora a notícia tenha sido uma das mais divulgadas e comentadas na última semana, grandes chances de que você, responsável por uma ou mais crianças, esteja pensando que esse assunto ainda não lhe diz respeito.

Ledo engano. Os menos atingidos, se posso assim dizer, por já serem vítimas de um sistema ultrapassado, são os alunos que estão no ensino médio hoje. Ainda assim, este é um assunto que diz respeito a todos nós. E que vai acertar você, pai de uma criança que ainda está no Ensino Fundamental, e seu filho, logo ali na esquina da vida estudantil.

A hora de entender, questionar, pesquisar e discutir esse assunto com a escola de seu filho e, principalmente, dentro de casa, é agora!

Caso você seja um dos poucos pais que tem acompanhado de perto a proposta de reforma, talvez esteja entre o desânimo e o desespero.

Vamos então focar no que você, pai ou mãe, pode fazer. E que não é pouco. Nossa crença é a de que, considerando os desvarios políticos pelos quais nosso país tem passado nos últimos anos, provavelmente está nas mãos das famílias e dos professores dar um rumo adequado ao que vem por aí.

Com a reforma do Ensino Médio, seu filho poderá escolher as áreas que deseja cursar, além das disciplinas que terá como obrigatórias.

Que tal? Parece ótimo para você também? E seria, não fossem inúmeros outros fatores que deveriam ser pensados, preparados e implementados em etapas previamente planejadas, a fim de que a proposta se tornasse de fato um ganho para seu filho.

Não temos garantia alguma de que o governo fará sua parte para que a mudança traga os benefícios que poderia oferecer. Ao contrário, a continuar como está, a proposta cairá como uma batata quente nas mãos de escolas e educadores.

Existe, porém, uma única chance de transformar a reforma aprovada em luz no fim do túnel para as crianças de hoje, futuras usuárias das mudanças que vêm por aí: uma participação maior das famílias na educação de seus filhos.

Ouvimos com muita frequência pais de adolescentes na fase do vestibular dizendo que seus filhos ainda são imaturos demais para escolher a faculdade que desejam cursar.

Caso essa mentalidade continue, como poderão decidir que matérias cursar ainda no Ensino Médio?

A saída é aumentar a expectativa em relação a nossos filhos. Incentivar para que assumam responsabilidades que de fato são deles, desde pequenos. Retomar momentos em que o diálogo acontece em família, sem interferência simultânea de tv, celular, tablets.

Um perigo é a ideia errônea de que, ao saber que poderá escolher as matérias que vai cursar, alunos e pais relaxem, vendo nisso a oportunidade de estudar somente aquilo  que gosta, ou que considera mais fácil. É preciso persistência e responsabilidade para fazer escolhas que abram portas para o futuro que deseja construir.

Não vai dar para esperar seu filho chegar ao ensino médio para ensinar a ele habilidades que ajudem na tomada de decisão quanto ao que estudar. É agora o momento de ajudar seu filho a construir a personalidade que o ajudará tanto em suas escolhas como em arcar com as consequências que elas trarão.

Pequenos ajustes na rotina da família podem ajudar a despertar o interesse de seu filho para as diferentes áreas do saber. Lista de compras e bilhetes são formas simples de incentivar a escrita. Ajudar no controle dos gastos com energia elétrica e água é uma excelente forma de despertar o gosto pela matemática. Fazer perguntas instigantes e demonstrar interesse pelas respostas ajudam a manter vivo o gosto pela investigação e pesquisa.

Que tal começar a semana incluindo o assunto “educação” na sua lista de leitura e assumindo desde já o papel de preparar seu filho para enfrentar um mundo em plena mudança. Lembre-se de que, dessa vez, seu filho estará no olho do furacão: os ajustes serão feitos enquanto ele estiver no Ensino Médio!

Algumas ferramentas serão de fundamental importância para os desafios que seu filho enfrentará. Entre elas, destacam-se a capacidade de foco e concentração, a organização para os estudos e a compreensão de como ele aprende melhor. Dicas de como desenvolver essas habilidades estão em nossos sites www.meufilhonaoestuda.com.br e www.sosnosestudos.com.br =)

Reforma do Ensino Médio – como isso vai afetar seu filho?

Posts Relacionados:

Classificado como:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *