É muito comum a rejeição ao uso de óculos. A causa da resistência ao uso, porém, está mais ligada ao desejo de corresponder à expectativa dos pais e familiares do que à necessidade de ser igual aos outros, especialmente na fase escolar.

Para comprovar que a expectativa negativa é dos pais, basta fazer um teste dentro da família ou entre amigos. Pergunte para os pais ao seu redor como acham que o filho reagiria à notícia de que terá que usar óculos. Já podemos adiantar a resposta, pois fizemos a pesquisa informalmente. A primeira reação dos responsáveis é “ih, ele não vai usar!”; “não vai querer de jeito nenhum!” ou “ah, capaz que ele vai se acostumar!

Eis a semente da rejeição plantada no cérebro da criança. A mensagem acaba sendo negativa, de que deve mesmo ser muito ruim, já que os pais começam a sofrer e transmitem, mesmo que de forma inconsciente, essa expectativa para os filhos.

1. A boa notícia é que os pais têm como influenciar para amenizar qualquer sentimento negativo que a novidade possa trazer. É importante mesmo gerar um sentimento que ajude a elevar a auto estima, prevenindo assim que a criança seja atingida por comentários ou piadas na escola. Se a criança estiver segura, mesmo que escute algumas piadas, não se deixará atingir ou abater.

2. Nossa dica é que os pais já passem a notícia para o filho com entusiasmo, afinal, os óculos representam a solução para diversos problemas, entre os quais baixo desempenho escolar.

3. Como a verdade é que na escola quem usa óculos representa uma minoria, é fundamental seu entusiasmo seja autêntico.

4. Argumentos concretos são a cereja do bolo: para crianças menores, os pais podem dizer que agora ele terá um superpoder que poucos possuem ou, no caso de alguém em casa já usar óculos, ele terá um superpoder que em casa só o papai/mamãe/irmão tem.

5. Se já estiver na pré-adolescência, um bom caminho é perguntar se ele quer levar alguns amigos mais próximos para ajudar na escolha da armação ou deixar que se inspire em seus ídolos, pesquisando modelos na internet.

6. Um alerta importante para que os pais adequem seus comentários e reações às características de seus filhos, que embora tenham traços relativos a sua idade, são sempre pessoas únicas. No caso de um filho muito tímido, por exemplo, os pais podem ligar para os avós e tios, contando a novidade com bastante entusiasmo. Dessa forma a ansiedade do encontro pessoal fica amenizada e todos podem colaborar para que a criança esteja sentindo o acessório como parte integrante de sua vida o quanto antes.

O presente desse post é oferecido pelas lojas GrandVision by Fototica do Grupo JAB (clique aqui para conferir os endereços) Shopping Aricanduva e Shopping Itaquera. Ao mencionar que leu esse post, você ganha 10% de desconto na compra de qualquer óculos para seu filho =)  

E os professores? Eles também podem ajudar nesse processo?

Sim, os professores podem ajudar bastante, principalmente no início, quando os óculos ainda não foram assimilados como parte integrante do dia a dia. É fundamental, contudo, que o professor tenha a reação adequada à faixa etária de seus alunos. No caso de crianças, o elogio perante toda a sala de aula ajuda para reforçar a ideia de que ele se destaca de forma positiva agora que usa óculos.

Em turmas de pré-adolescentes o comentário do professor deve ser em particular, diretamente com o aluno, para evitar o que eles chamam de “mico”.

Com qualquer faixa etária, é importante que o professor e a coordenação da escola estejam atentos para evitar e tratar casos de bullying que possam surgir.

O presente desse post é oferecido pelas lojas GrandVision by Fototica do Grupo JAB (clique aqui para conferir os endereços) Shopping Aricanduva e Shopping Itaquera. Ao mencionar que leu esse post, você ganha 10% de desconto na compra de qualquer óculos para seu filho =)  

Socorro, meu filho precisa usar óculos! – 6 dicas

Posts Relacionados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *