top of page
Buscar

Não tem nada de errado com você: essa sensação enorme de cansaço tem explicação e pode ser amenizada


Somos seres gregários. Nascemos para viver em grupo. “Fazer parte” foi essencial para nossa sobrevivência no passado, e tornou-se fundamental para que sejamos felizes. Mas a correria da vida moderna gera a cada dia mais desculpas e prioridades estabelecidas de fora para dentro. Colocamos em primeiro lugar compromissos que de fato não significam nada ou pouco trarão de bom no longo prazo. E arrumamos um espaço enorme para guardar aquela mágoa das palavras não ditas, do apoio não recebido. Aos poucos as tias e os tios vão sumindo da vida de nossos filhos.


Vamos ficando doentes não só da falta de vitamina que o sol e a alimentação nos traziam no passado, mas também da falta de amor em família. Saber que tem uma tia que se importa com seu filho tira de você uma carga enorme que você nem sabe que existe. Saber que pode contar com um tio para dividir momentos do dia a dia tira do seu filho um medo guardado a sete chaves: aquele frio na barriga de não saber quem vai estar ali caso você fique doente ou vá embora para sempre. Sim, filhos de pais separados levam consigo esse temor silencioso. E mães que vivem sozinhas com seus filhos vivem esse pavor todos os dias, em meio a tantos outros sufocos. Mas os tios e tias estão ocupados demais. Aliás, quando um pai abandona um filho, nem é exatamente isso que gera o maior buraco na vida de quem fica. É a falta de toda a família dele, que se esquece rapidamente daquele sobrinho, neto, primo. A gente sobrevive. Recomeça, reinventa a vida, mas o peso que fica é grande. O vazio que fica é dolorido. E faz todo sentido esse cansaço quando o final de mais um ano se aproxima. E só de pensar nas mensagens frias e sem o mínimo sinal de amor que vão chegar no Whatsapp, daqueles tios que ficaram neutros, que sumiram para não se comprometer, que não tiveram tempo de fazer uma ligação para saber como seu filho estava, vem aquela vontade de sumir. Se tem jeito? Tem: muita terapia e a receita comprovadamente mais eficaz: ser grata/o pelos amigos que estiveram sempre aí, firmes, quando aqueles que têm o sangue do seu filho estavam ocupados demais, neutros demais, correndo demais. Isso também vai passar, pode acreditar!


Conteúdos novos todos os dias no nosso Instagram e Facebook.

Clique aqui para acessar.


Saiba mais sobre nossas Palestras: 11.938051719


📝 Curso "Educar sem Pirar": Clique aqui para acessar.


📖 Livro "Guia para Família Parceira da Escola no Pós-Pandemia": Clique aqui para comprar


📖 Livro "Socorro, meu filho não estuda": Clique aqui para comprar

0 comentário

Comments


bottom of page