top of page
Buscar

Seu filho guarda os próprios brinquedos?Entenda a relação disso com o aluno que ele será!

Se é tão mais rápido e menos estressante determinar que alguém vai guardar os brinquedos, porque deixar que seu filho faça isso? Simplesmente porque não é justo com a criança deixar que ela cresça sem desenvolver o senso de responsabilidade. Não pense em como guardar os brinquedos ajuda você a manter a casa organizada. Nem como você consegue evitar estresse quando decide que um adulto responsável por cuidar do seu filho vai fazer isso por ele. Não é cuidado quando alguém faz isso no lugar da criança. Isso é um exemplo dos mais clássicos sobre como ensinamos a nossas crianças que elas devem esperar que alguém esteja disponível para servi-las.


Com a desculpa que damos a nós mesmas de facilitar e agilizar o dia a dia, vamos tirando de nossos filhos a base necessária para que eles cresçam, amadureçam, tenham um desenvolvimento saudável em todos os aspectos. Ter dó de uma criança que faz manha para não cumprir uma responsabilidade simples como essa é plantar um campo de dificuldades para ela colher sozinha em um futuro muito próximo. Basta olhar friamente para as reações e comportamentos que tem essa criança rodeada de adultos prontos a servir sempre. Ela não encontra prazer ou satisfação em atividade alguma. Sua capacidade de envolvimento e prazer dura curtíssimos espaços de tempo. A relação com outras crianças também é tensa e cheia de dificuldades, afinal, uma outra criança da mesma idade não saberá como abrir mão de tudo para que ela seja servida.



Baixa auto estima, baixa capacidade de concentração, baixa tolerância a situações de estresse, baixa criatividade e nenhuma auto confiança. São esses os resultados pelo tempo economizado quando um adulto assume pela criança a responsabilidade de guardar os brinquedos. Mas nunca é tarde para reverter esse quadro. Peça ajuda para seu filho e organize os brinquedos em caixas etiquetadas de acordo com o que ela deve conter. Para crianças ainda não alfabetizadas, a etiqueta deve conter a imagem do que naquela caixa. Conforme elas crescem, podem fazer a primeira letra e depois a palavra completa.


As caixas podem ficar em prateleiras baixas, ao alcance da criança ou empilhadas no chão, em algum canto do quarto, em pilhas baixas. Comece guardando junto com seu filho. Depois coloque tempo e simule uma competição. Vá saindo de cena aos poucos, sem dar tanta importância para reclamações e manhas. Só reconheça o sentimento, “sim, é cansativo mesmo!” ou “é mesmo, às vezes dá uma preguiça”, mas mantenha a responsabilidade como da criança. E reconheça com maior ênfase o esforço colocado assim que ele tiver cumprido o papel que é dele. Isso sim é cuidar, educar, formar um cidadão capaz de construir a vida que sonhar para ele, desde muito, muito cedo!


Conteúdos novos todos os dias no nosso Instagram e Facebook. Clique aqui para acessar.


Saiba mais sobre nossas Palestras: 11.938051719


Informações sobre Atendimento Individual: 11.938051719


📖 Livro "Socorro, meu filho não estuda":

Clique aqui para comprar.


0 comentário

Comments


bottom of page