Buscar

Hoje, 24 de agosto (das 9h às 12h; e das 14h às 18h), haverá uma audiência pública sobre o Decreto 10.502, que prevê a matrícula de estudantes com deficiência em salas e escolas segregadas.


O Decreto 10.502 representa um enorme retrocesso na educação de qualidade para todas as crianças e adolescentes, e esse direito não está em negociação!


Fizemos uma série e vídeos curtinhos para explicar melhor sobre as consequências que esse decreto traz para nossa educação:



Como acontece a inclusão hoje:


Por trás do Decreto em pauta:


De onde vão surgir esses profissionais?


Precisamos ajustar o que está faltando...


Se você não tem um filho com deficiência


Ah, mas...

Consequências...

As crianças aprendem...


Confira como participar e se manifestar a favor da educação inclusiva:


➡️ Assine o abaixo-assinado contra o Decreto 10.502: bit.ly/NaoAoDecreto10502

➡️ Acompanhe a audiência pública no canal do Youtube do STF ou na TV Justiça e manifeste-se em suas redes. Use a hashtags #NãoAoDecreto10502 #EducaçãoInclusiva

#repost legenda @institutorodrigomendes


Siga nosso conteúdo no Instagram: https://instagram.com/soseducacao



Sim, está difícil para todo mundo encontrar tempo. Seus pais, irmãos, padrinhos do seu filho, vizinhos e amigos – todos estão na luta, correndo contra o tempo.

Mas quem não falha um dia sequer é a escola do seu filho.

Chova ou faça sol. Com filhos doentes, pais acamados, casamentos sendo desfeitos, seja lá o que for que estiver enfrentando, a equipe está ali, firme e forte recebendo os alunos todos os dias. Se na sua cabeça acabou de passar “também, com o tanto que eu pago, é o mínimo que posso esperar!”, sinto dizer que precisa mudar seu conceito. Não há dinheiro que compre o que seu filho precisa receber diariamente para desenvolver todo o potencial que tem. O valor que você paga não chega perto do que a professora do seu filho mereceria ganhar.



E, ainda que tivesse um supersalário, que sabemos não é a realidade do nosso país, ainda assim, isso não seria o suficiente. Em todos os países em que a educação está no topo das melhores do mundo, os professores são respeitados como heróis da nação onde vivem. Isso vale também para toda a equipe pedagógica e administrativa da escola. Sabe aquele monitor que pega seu filho no portão e carinhosamente o convence de ir sorrido para a sala de aula? Pois é, deixou o filho com a vizinha, porque apesar do imposto que você também paga, o governo não dá a estrutura a que nossos trabalhadores têm direito.

E o que você tem com isso mesmo, já que está fazendo sua parte e pagando tudo certinho? A resposta é você tem seu filho ali. Sendo cuidado, respeitado apesar das manhas, da falta de habilidades de convivência social que deveria vir de casa. Você tem seu filho recebendo muito mais do que lições sobre letras e números. Olhe para cada uma dessas pessoas como um grande parceiro que está junto dividindo com você a responsabilidade pelo presente que seu filho vive e pelo futuro que ele terá. Seja uma mãe/pai parceiro/a da escola