Buscar

Se você pudesse garantir que crianças de famílias de baixa renda tivessem as mesmas oportunidades que seu filho, o que você faria?


Antes de responder essa pergunta, convidamos você para conhecer a ONG Lar da Benção Divina.


A Fernanda nos mostra que quando inspiração e competência na gestão caminham juntas, o poder de mudar para melhor a vida de cada criança se torna infinitamente maior. Tudo o que desejamos para as escolas públicas desse nosso Brasil tão carente de educação de qualidade é possível de ser alcançado. Mas temos ainda deveres de casa a fazer!



Se o cansaço desse período já tiver esgotado suas energias, essa conversa é especialmente dedicada a você. Impossível não sair renovada depois de conhecer o trabalho e a história da Débora, considerada uma das 10 melhores Professoras do Mundo!

Quando ainda não podíamos imaginar a tecnologia como único meio para que a escola chegasse até seus alunos, a Débora já via nesse recurso um potencial para mudar a vida de toda uma comunidade escolar. Os desafios mudaram. A Débora segue acreditando e fazendo a diferença no ensino público. E segue confirmando nossa crença de que é sim possível melhorar a relação do aluno com a escola, não importa a condição socioeconômica da criança ou adolescente. Uma conversa deliciosa, com inspiração que você vai levar para sua casa, seus alunos, sua escola!


Dentre os mitos que a pandemia derrubou, está a ideia de que incluir mais tempo de tecnologia na educação bastaria para envolver os alunos.


Depois de meses com alunos, famílias e professores exaustos com o ensino remoto, o que podemos esperar do futuro da Educação?


O sentimento de frustração e cansaço é geral. Famílias e educadores têm suas noites de sono roubadas pela preocupação com a grande defasagem que esse período de escolas fechadas acentuou no processo de aprendizagem de todos os níveis em nosso país.


A integração da tecnologia na educação com que sonhamos por anos pendulou para o excesso. De opção, as telas se tornaram a única saída. O desafio que fica enquanto voltamos, aos poucos e com todo cuidado, a reabrir as escolas é levar o uso da tecnologia no processo ensino-aprendizagem para um ponto de equilíbrio. Encontrar esse ponto não é simples, mas já temos experiências bem-sucedidas nas quais podemos buscar inspiração e recursos valiosos para a escola e para o professor.


Nossa conversa com o Rafael trouxe uma sensação de alívio. Além da jornada que o Rafael já tem em projetos que impactaram de forma positiva a educação do nosso país, ele trouxe reflexões e uma proposta que comprovadamente pode ajudar no desafio de envolver e promover a tão sonhada transformação pela educação de qualidade!




Instagram

© 2014 SOSEducação. Todos os direitos reservados.