top of page
Buscar

Crianças que não têm amigos: como essa crise reflete posturas que precisamos repensar.



A solidão das crianças e adolescentes é uma realidade que impacta a saúde mental, a aprendizagem e gera consequências que vão para a vida toda.

Mesmo em ambientes onde estão cercados de colegas da mesma idade, como na escola, os relatos de sentir-se excluído, abandonado, deixado de fora são frequentes.

Os adultos responsáveis, por outro lado, diante da dor pela tristeza dos filhos, sentem-se perdidos, sem saber como ajudar. Conversar com a escola é sem dúvida um dos caminhos, afinal a parceria família-escola é fundamental para o desenvolvimento pleno de nossas crianças.


Há também outras estratégias que você pode usar para ajudar seu filho a vencer o desafio de fazer amigos, sentir-se pertencente e desenvolver a autoestima e autoconfiança necessárias para se afastar, quando o grupo não compartilha dos mesmos valores que ele.

Estudos recentes da Ciência da Felicidade mostram que um dos fatores que vêm gerando um aumento no sentimento de ansiedade, depressão, solidão é o apego a elementos que não acrescentam para nosso sentimento de felicidade. Ao contrário, levam para o sentido contrário da vida que gostaríamos de ter.


Um desses fatores ganhou intensidade nos últimos anos e tem gerado o distanciamento entre aqueles que sempre foram nossa primeira experiência e exemplo de amizade: a família estendida – tios, primos, sobrinhos. 


Já sabe que fator é esse? Pense no quanto você se afastou de parentes e familiares durante a pandemia, por conta das opiniões divergentes sobre fechar ou não os estabelecimentos comerciais, reabrir ou não as escolas, tomar ou não a vacina.

Em paralelo, os extremismos em relação à política também tornaram menor o círculo de amizades e muitos grupos de whatsapp em família se transformaram em palco de brigas, discussões e agressões verbais. Muitos vínculos interrompidos ou quebrados em virtude do apego à opinião, que é, comprovadamente um dos fatores que gera solidão, ansiedade, depressão e menor grau de felicidade.


Enquanto o mundo retomou seu “normal” e os candidatos e partidos políticos seguiram suas estratégias para ficar ou retomar o poder, nossos filhos seguem crescendo sem a oportunidade fundamental de aprender e praticar a criação de vínculo com outros pares de idade próxima. Observando a postura dos adultos em quem mais confiam, o que eles assimilam é: todos são inimigos. Ou, tentando evitar os conflitos que assistiram acontecer dentro da própria família, nem se arriscam na aproximação com os colegas da escola.


A solução para esse aspecto, que também tem gerado sentimento de solidão, ansiedade e depressão nos adultos: desapegar das suas opiniões. Isso significa mudar de opinião? Deprezar seus valores? Não! Ao contrário disso: desapegar da sua opinião significa estar tão em paz com aquilo que você acredita que ouvir uma opinião diferente da sua não tira seu equilíbrio, não desafia você. Desapegar da sua opinião significa não tornar um partido político ou um dilema para o qual não há resposta certa algo mais importante do que as relações que tornam você a pessoa que é, capaz inclusive de olhar para o mundo e decidir que caminho deseja seguir. Sem amigos que viveram com você sua história de vida até aqui, sem primos, tios, parentes que conhecem suas raízes e foram apoio em muitos momentos difíceis que seus pais vivenciaram, você não seria a pessoa que é hoje. 


O fato de terem uma opção política e visão divergentes das suas, não invalida o elo que existe entre vocês. E ter alguém que discorda da gente é antes de tudo uma oportunidade para praticar e ensinar para nossos filhos, pelo exemplo, sobre respeito, diversidade, inclusão, riqueza de opções que temos na vida. Ser capaz de dizer: discordo de você, mas deixa para lá esse assunto e vamos falar sobre como aproximar nossos filhos, cuidar dos nossos pais, ou lembrar de momentos bons que compartilhamos no passado, isso sim faz sua vida mais leve, mais feliz e se torna uma aula para seu filho sobre fazer e manter amigos, sobre conviver socialmente em um mundo tão cheio de conexões e, apesar disso, com mais pessoas sentindo solidão e desamparo do que em qualquer outra época! 


E então, alguma dúvida de que buscar caminhos para fortalecer a parceria entre família e escola traz benefícios para todos?


Conteúdos novos todos os dias no nosso Instagram e Facebook.

Clique aqui para acessar.


Saiba mais sobre nossas Palestras: 11.938051719


📝 Curso "Educar sem Pirar": Clique aqui para acessar.


📖 Livro "Guia para Família Parceira da Escola no Pós-Pandemia": Clique aqui para comprar


📖 Livro "Socorro, meu filho não estuda": Clique aqui para comprar 


0 comentário

Comments


bottom of page