top of page
Buscar

Dá para ser um ótimo professor, mesmo sem ser amigo dos alunos: você sabia disso?


Quem não quer o filho tratado com carinho na escola? Em se tratando do nosso país, é o que a grande maioria deseja. Acredite, porém, que nem toda mãe ou pai quer isso. Em alguns países, o próprio professor sente-se ofendido quando elogiado por ser carinhoso com os alunos. O que faz professor dos países com melhor qualidade na educação ficar feliz é aluno de fato aprendendo, é reconhecimento pelo excelente profissional que ele é. Não basta conseguir que um aluno goste do professor, é preciso garantir que ele aprenda. Felizmente, faz parte do nosso dna de brasileiro valorizar amizade e carinho. Não é isso que precisa sair de cena. O reconhecimento ao profissionalismo, quando ele existe, é que precisa entrar! Sem dúvida que o professor consegue melhores resultados quando é capaz de envolver o aluno em suas aulas. Mas há maneiras para fazer isso mesmo quando a personalidade do professor tende mais para a timidez ou discrição.


É comum os pais, especialmente de crianças na fase da educação infantil ou fundamental I, desconfiarem de professoras que não são extrovertidas ou abertas a uma relação de amizade mais próxima com a família do aluno. E lá vem comparação com a professora da outra série ou escola. “Ah, ela é que era boa!” Depois é só procurar na fala do filho as comprovações de que estava certo. E, acredite, se procurar, você vai achar. Mas não vai ajudar em nada o desenvolvimento desse aluno que você tanto ama. Que tal olhar para a professora do seu filho como um ser humano, com personalidade e vida que também acontece fora da sala de aula. Que tal acreditar que ela está ali em razão de toda uma história de vida que dá a ela condições para ajudar seu filho a crescer?! Mais que isso, olhe para essa professora como um presente para seu filho. É esse o papel da escola também: dar oportunidades que seu filho não teria dentro de casa. Aprender a conviver com pessoas diferentes dos pais, respeitar regras, colocar-se de maneira adequada quando discordar, tudo isso será aprendido também dentro da sala de aula. Não faça comparação entre as professoras que seu filho tem ou teve no passado. Se há algum motivo para se preocupar, converse com a coordenação da escola. Acredite que há uma equipe tentando fazer o melhor pelo seu filho. E a regra infalível, estabeleça uma parceria com a professora do seu filho, com foco no que ele precisa para crescer. Não é uma amiga que você precisa encontrar dentro da sala de aula, mas sim uma parceira. E parcerias perfeitas acontecem quando pessoas ou profissionais com habilidades e características diferentes se complementam, não quando são idênticas. Seu filho precisa de uma professora, não de uma segunda mãe!


Clique aqui para acessar.


Saiba mais sobre nossas Palestras: 11.938051719


📝 Curso "Educar sem Pirar": Clique aqui para acessar.


📖 Livro "Socorro, meu filho não estuda": Clique aqui para comprar.

0 comentário

Comments


bottom of page