top of page
Buscar

Filho/a que repetiu de ano, começando o ano letivo na mesma série: veja como ajudar nesse processo.



Ao contrário do que se imagina, ser reprovado não traz ao estudante a consciência de que ele deveria ter estudado mais. E nem uma mudança automática na postura que levou ao baixo desempenho no ano anterior. Em muitos casos, o inverso ocorre: esse aluno/a fica tão decepcionado, frustrado ou até envergonhado, que, não sabendo como lidar com esses sentimentos, coloca na escola a culpa e a responsabilidade por ter repetido de ano. Em meio a tantos sentimentos negativos, o peso se torna excessivamente grande para que o estudante possa dar conta sozinho do desafio de começar um novo ano escolar na mesma série do ano anterior.

Para que seu filho/a possa acreditar que é capaz de mudar esse cenário e  para que tenha as habilidades necessárias para fazer a mesma série, porém com resultado diferente, precisamos ajudar com pequenos ajustes na rotina da família. E já lembrando que dentre esses ajustes não está estudar as matérias nas quais ele tirou notas baixas. Vamos então aos pontos que farão de 2024 um ano novo, com final feliz aí na sua casa e na escola.


  • Não precisa (e não deve) estudar o conteúdo da escola: que sentido faria estudar agora o conteúdo que deixou de estudar no ano anterior e que será ensinado novamente em breve? Além disso, na melhor das intenções, você, mãe/pai, acaba reforçando assim uma inversão da organização que de fato seu filho precisa ter: ele deixou de estudar durante o período de aulas e agora vai estudar nas férias? Não vamos reforçar o que não está funcionando e acabou por gerar a reprovação. Vamos ajudar para que ele se organize, começando por aproveitar as férias da melhor maneira: durante as férias tem que brincar, ver os amigos, aproveitar momentos de ociosidade para lidar com o tédio e usar a criatividade, dormir até mais tarde, ter momentos fora do mundo digital.

  • Responsabilidade compartilhada: seu filho/a precisa participar das atividades diárias da organização da casa: arrumar o próprio quarto, colocar e tirar a mesa das refeições, participar do preparo do lanche ou jantar em família. Ir junto com você fazer a compra no supermercado e ajudar com as sacolas quando chegar em casa. E isso nada tem a ver com ter sido reprovado na escola, embora seja uma das formas de preparação para um ano letivo tranquilo, com energia para prestar atenção, fazer a lição de casa, estudar os conteúdos antes das provas. Ao participar das atividades da casa, seu filho desenvolve senso de responsabilidade e descobre o quanto é capaz, melhorando assim a autoestima. Essas habilidades serão fundamentais para uma nova postura como estudante!

  • A Leitura é um recurso que vai ajudar seu filho a superar dificuldades em qualquer matéria. Sim, em todas elas. Mesmo os conteúdos de Exatas. Muitos casos de baixo desempenho são gerados por dificuldade na interpretação de texto, não entendimento do enunciado, falta de concentração na atividade a ser desenvolvida. O hábito da leitura ajuda a trabalhar todas essas questões, enquanto enriquece o repertório e traz oportunidades para que seu filho aprenda sobre empatia, autoconhecimento, tristeza, solidão e outros sentimentos que muitas vezes não são conhecidos ou verbalizados por crianças e adolescentes. Deixe que seu filho escolha o gênero que mais o atrai: suspense, ficção, romance ou até mesmo revista em quadrinho ajuda no início, até que o momento da leitura tenha sido incorporado no dia a dia. E não tem problema começar bravo, reclamando porque tem que ler. Assim como você garante que os hábitos de higiene sigam acontecendo, apesar das reclamações, a Leitura também logo será parte da vida do seu filho, se você não desistir.

  • Participar de todos os momentos e atividades relacionadas ao retorno das aulas é essencial: começando pela compra e organização do uniforme e tempo para arrumar as gavetas e armários. Escrever a lista de material  que precisa ser comprado e ir junto com você à papelaria, já com um combinado sobre o quanto vocês podem gastar e arrumar a mochila são atividades que ajudam no desenvolvimento de competências fundamentais para um melhor desempenho acadêmico.

  • O ajuste nos horários de ir para a cama e acordar, quando feito a partir da última semana de férias garante que o estudante esteja com sua capacidade máxima de aprendizagem e relacionamento no retorno às aulas. Faça junto com seu filho/a uma tabela com a rotina diária a partir do início das aulas, incluindo, além do horário de ir para a cama, a hora da lição ou estudo, de segunda à sexta feira, no mesmo horário.


Tempo em família, para conversar, jogar, conversar sobre o dia que tiveram e fazer juntos refeições sem tela completam a lista de ajustes que estão ao seu alcance e que farão deste um ano letivo diferente, com dias mais leves e resultado positivo para todos.


Conteúdos novos todos os dias no nosso Instagram e Facebook.

Clique aqui para acessar.


Saiba mais sobre nossas Palestras: 11.938051719


📝 Curso "Educar sem Pirar": Clique aqui para acessar.


📖 Livro "Guia para Família Parceira da Escola no Pós-Pandemia": Clique aqui para comprar


📖 Livro "Socorro, meu filho não estuda": Clique aqui para comprar

0 comentário

ความคิดเห็น


bottom of page