top of page
Buscar

O Impacto do “Meio do Caminho” no dia a dia do Professor.

O “meio do caminho” está mais desafiador do que em qualquer outra época, especialmente para os Professores. Ao mesmo tempo que existe mais segurança e recursos para preparar as aulas, pois o relacionamento com os alunos já foi criado e as famílias já são conhecidas, há também o cansaço acumulado ao longo dos primeiros cinco meses do ano. Infelizmente, nenhuma faculdade ensina, na formação do professor, técnicas para lidar com o estresse físico e emocional que ser responsável pelo desenvolvimento de tantos estudantes traz. As demandas burocráticas da vida de um professor são tão grandes que, dificilmente, você que é pai, mãe, avó de um aluno conseguiria listar cada passo que tem por trás daquela lição de casa, da conversa pedindo ajuda, do bilhete dizendo que seu filho não se comportou ou não entregou as atividades.


Sim, tudo isso é parte do trabalho que decidimos assumir quando escolhemos a área da educação. Não, tantas demandas simultâneas não deveriam ser minimizadas ou romantizadas. Isso porque não é justo com o ser humano que está ali, diariamente participando da educação do seu filho. E também porque sabemos dos impactos que a relação da família com a professora tem no envolvimento e desempenho do aluno. Indo para a prática, porque nossos filhos não têm botão de pausa para esperar o próximo ano, a próxima professora, a outra escola, a mensagem é: se for muito difícil a relação com o professor, porque o “santo de vocês não bateu”, mude o foco. Sim, pense que é pelo seu filho, quando as tentativas de empatia com a professora já tiverem se esgotado. E esse é o momento de fazer ajustes: estreitar o contato, demonstrar respeito, colocar-se disponível. Porque para uma professora, o momento da largada consome tanta energia que, mesmo que ela não perceba, o mês de junho chega trazendo a sensação de já estar há um ano com aquela turma. E caso você esteja pensando aí: “ah, mas graças a Deus, com a professora da minha filha é diferente”, mais um motivo para demonstrar reconhecimento a ela. Em algum aspecto da vida desses professores que parecem inabaláveis, o estresse está aflorando. E na grande maioria das vezes, não é mesmo na sala de aula, felizmente. Mais um motivo para vir de você, pai/mãe, uma palavra que ajuda a recuperar a energia para vencer o meio do caminho que o mês de junho representa.

Algumas maneiras para ajudar o professor a superar o peso do meio do caminho são: ajudar seu filho a criar uma rotina de estudos em casa; garantindo a entrega de atividades e trabalhos na data correta; praticar em casa, no dia a dia em família, o tom de voz mais baixo, a espera para falar sem interromper a outra pessoa, o respeito aos adultos e aos colegas de classe, o uso das palavrinhas mágicas: por favor, obrigada e desculpa. Recuperar a energia do início do ano não é possível e nem necessário. Sentir-se apoiada na travessia entre o meio do caminho é o que de fato faz diferença para que o aprendizado e o equilíbrio emocional tão sonhados para nossos filhos possa acontecer sem que alguém tenha que se sacrificar por isso!


Clique aqui para acessar.


Saiba mais sobre nossas Palestras: 11.938051719


📝 Curso "Educar sem Pirar": Clique aqui para acessar.


📖 Livro "Socorro, meu filho não estuda": Clique aqui para comprar.

0 comentário

Kommentare


bottom of page